27 setembro 2013

Love Me ~ The Letter


Edward POV


Eu tava me sentindo muito mal, pelo o que eu fiz com a... A... Como é o nome dela mesmo? Tanto faz então eu me sentia péssimo poxa ela me ajudo para eu poder ganhar o meu carro e depois pelo o que a Tânia fez com ela na frente de todo mundo, eu nunca deveria ter falado nada, mais como eu ia adivinhar que a doida da minha namorada ia tirar satisfação e agora estou eu aqui no estacionamento da escola esperando os pais dela chegarem para eu ir embora de carro já que antes quem vinha era o motorista dela buscar a gente, quando eu a vi vindo chorando com a mãe meu coração se partiu em vários pedaços afinal aquilo era culpa minha, mais pra que eu to me preocupando amanhã eu falo qualquer coisa ai ela me perdoa, quer saber-me deixa assistir TV que eu ganho muito mais, passei a tarde toda a toa quando eu estava indo dormi a campanhia toca mais quem será uma hora dessas já que são 22h30min.



– Olá eu gostaria de entregar isso para... – Ela olhou para o nome num envelope – Para o Sr. Edward Cullen.



– Sou eu mesmo – Serás que é alguma admiradora secreta?Tomara que seja gostosa.



– Isso é para você – Me entregou uma caixinha com um envelope com o meu nome.



– Quem mandou? - Perguntei olhando meio estranho para a mulher.



– Não posso disser mais se você abrir quem sabe você não descobre - Nossa que mulherzinha mais grossa essa, e ainda por cima vai embora sem se despedir, bom me deixa ver primeiro o envelope, parece ser uma carta, é mesmo uma carta e que letra em show de bola!



Olá Edward,



Bom você deve estar se perguntando o que é esse presente, eu te digo não é um presente e sim a amostra do meu tempo perdido amando - te. Você foi um grande amor da minha vida! Pessoas como você não deveriam existir, mas eu não to magoada com você, sabe por quê? Porque eu não consigo sentir ódio da pessoa que eu mais amei, nessa caixinha que eu te mandei tem algumas coisas que você tocou quem sabe agora você pode mostrar para os seus amigos? Para vocês terem o que rir na minha ausência, já que eu estou indo embora, e quando você ler essa carta eu já vou estar em outro lugar, e estou indo embora não pelo o que a Tânia fez, mas sim para te esquecer. Relembro cada dia das nossas aulas, e sinto que é inevitável essa minha confissão.



Jamais eu vou esquecer o dia de hoje, e como estamos distantes, faço por carta a declaração que está entalada no meu peito. Mas como percebo que um segundo encontro ainda vai demorar, estou lhe dizendo por carta, te amo.



E quero apenas que saiba que eu te amei, mais que ninguém. Você pode rir, pois enquanto você rir eu choro, por ser uma idiota por te amar, hoje na escola sabe por que eu não reagi, eu te vi olhando para nós, pra que lutar por uma pessoa que não te dar valor? Você não tem idéia do quanto eu te queria, e descobri da pior maneira possível que você nunca se quer gostou nem que fosse um pouquinho de mim, eu ouvi a o que você falou para os seus “amigos’, Edward acorda, eles nunca gostaram de você de verdade a não ser o Jasper e o Emmett, esse sim você deveria valorizar, eles são as melhores pessoas do mundo, eu nuca conversei com eles, mais da para perceber, o resto só estão com você por causa da sua popularidade, e por você ser bonito ai você pode arrumar alguém para eles ficarem, a Tânia eu tenho quase certeza que ela já dormiu com as pessoas que você chama de “amigos” investiga, não tenha medo do que você vai descobrir. Edward nunca se esqueça o que você me fez, pois, eu nunca esquecerei.



Adeus, da sua feiosa



Meu Deus! Ela foi embora! E o que ela me manda é uma caixinha? Com uma carta? Que tipo de pessoa ela é? Se fosse outra estaria fazendo da minha vida um inferno, mais ela não, me deixa ver o que tem nessa caixinha, minha nossa ela tem uma camiseta minha do dia da briga eu jurava que a Tânia tinha pegado ela, uma caneta, uma bolinha de papel, credo ela só pode ser louca!



– Filho? - Minha mãe me chamou me tirando dos meus desanveios.



– Sim? - Quando a minha mãe me chama assim boa coisa não é.



– Então, sabe a mamãe vai ter que viajar a trabalho – Não falei! Minha mãe ela é fotografa e faz eventos de moda e raramente ela está em casa.



– Mãe, você, por favor, pare de falar comigo como se eu tivesse 10 anos, e tudo bem você nunca está em casa mesmo – Eu não tenho uma convivência muito boa com ela por ela nunca está aqui quando eu preciso.



– Filho, não fala assim eu te amo – Sei quem ama cuida.



– Olha se você vai viajar pode ir, eu sei que o seu trabalho é mais importante e você gosta do que faz – E pra falar a verdade eu o Emmett e o Jasper amamos o trabalho da minha mãe, porque nos eventos que ela faz, tem as modelos fotográficas, nós dormimos com todas.



– Filho eu conversei com o seu pai e como a nossa casa é muito grande... - disse ela.



– Não me diga que vocês vão vendê-la? - disse eu já ficando nervoso.



– É claro que não! - disse ela.



– Certo - disse eu mais calmo.



– Então continuando eu vou fazer o meu estúdio aqui. - disse ela



– Aqui? - Ferro!



– É por que algum problema? - Quando Dona Esme é contrariada sai de baixo!



– Não! Que isso é só que eu fiquei espantado com a notícia - disse eu me defendendo.



– Por que você acha que não vai ficar Bom? Bem posso ver em outro lugar, se ficar melhor, eu estava pensando aqui porque eu posso passar mais tempo com a minha família mais já que você acha... - disse ela



– Mãe? Cala a boca! - disse eu perdendo a paciência.



– Não me manda calar a boca! Quem você pensa que é? Eu sou a sua mãe e... – Não ninguém merece ficar ouvindo sermão, subi para o meu quarto e deixei-a falando sozinha, Esme é uma ótima mãe só que ela tem dois defeitos.



1 - Fala sem parar

2 – ama mais a sua profissão do tudo



Tirando isso ela é ótima! Eu não vejo a hora do meu pai ver a minha nota, para ele podre me dar o meu carro, a primeira coisa que eu vou fazer é sair com os meus amigos e farrear por ai, mais sem a Tânia saber, é claro, falando nisso eu preciso ligar para os meninos.



– Alô?Residência dos Srs. Johnson - Disse a empregada.



– Olá! Eu posso falar com o Emmett? - disse eu.



– Só um momento - disse ela.



– Alô? - Emmett às vezes é meio mongol.



– Fala cara, como é que tá? - Nós dois apesar de estudarmos sempre falamos assim.



– Beleza! Quais as novidades? As modelos já chegaram? - ele sempre preocupado com mulheres.



– É por isso mesmo que eu liguei, mais temos que falar os três juntos liga pro Jass – Quando a gente conversa era sempre nos três juntos, o Emmett nem pensou duas vezes já foi discando o número, chamou duas vezes.



– Alô – O Jass ele é muito amigão.



– Beleza? - Perguntamos eu e o Emmett juntos.



– E ai caras? Qual a novidade? As modelos já chegaram? – ele também é outro.



– Então, minha mãe vai fazer da minha casa de estúdio de fotografias – falei tudo de uma vez, já até podia imaginar a cara deles.



– Não! Como vamos dormir com elas? Já que antes no estúdio tinha como a gente ficar com elas, mais na sua casa, MEU DEUS! - Emmett é sempre o mais desesperado.



– Jass? - Chamei já que esse não deu nenhum sinal de vida.



– Vou morrer a míngua! – Meu deus que drama eles fazem.



– Calma tem que ter um jeito, foi por isso que eu liguei. - disse eu tentando acalmá-los.



– O que a gente faz? - Perguntou o Emmett desesperado.



– Já sei! A gente mata o Edward! Por que isso só pode ser culpa dele, ele sempre reclamou que a mãe dele nunca parou em casa, não estou certo Edward? - Jass me pegou direitinho.



– É verdade! Mas a culpa não é só minha você acha que para eu sair ela ia deixar de boa vontade? - disse eu.



– Mais a gente precisa resolver esse assunto, urgente nem que a gente amarre a Dona Esme – Sempre o Emmett é o mais louco.



– É mais não se esqueça que é a minha mãe – Até parece que eu ia deixar.



– Ok! - disse os dois



To vendo que vai demorar pra arranjar uma solução, não sei por que mais estou sentindo que com essa idéia da minha mãe, vou ter bastantes surpresas, só espero que não sejam desagradáveis.


1 comentário:

O mais simples dos comentários, dá força á autora para continuar a historia por mais um capitulo e com cada vez mais entusiasmo.
Só demora 1 minuto (e não faz o dedinho cair!) e alegra o nosso lindo e fraco coração = ) Se leu comente!
#Os insultos serão imediatemente eliminados#